Sotaque estrangeiro torna falante menos confiável para ouvinte

Não bastasse os problemas inerentes de se viver em um país onde a língua é diferente, agora uma pesquisa da Universidade de Chicago (EUA) sugere que possuir um sotaque estrangeiro afeta a credibilidade do falante em relação ao ouvinte. Para testar o impacto do sotaque na credibilidade do falante, os psicólogos Shiri Lev-Ari e Boaz Keysar pediram a um grupo de participantes americanos para julgar frases gravadas por falantes nativos e não nativos de inglês. As frases continham informações factuais, como “Uma girafa pode ficar sem água mais tempo que um camelo”, e a tarefa dos voluntários era decidir se a informação era verdadeira ou não. Como preconceitos poderiam interferir nos julgamentos, os pesquisadores disseram aos voluntários que as informações usadas foram preparadas pelos próprios pesquisadores, não eram baseadas no conhecimentos dos falantes, que apenas leram as frases. Mesmo sendo informados que os falantes liam frases preparadas pelos pesquisadores, os participantes ainda assim julgaram como menos corretas as afirmações provenientes de pessoas com sotaques estrangeiros. Em termos quantitativos (usando uma “escala de exatidão”), os voluntários deram, em média, uma nota de 7,5 aos falantes nativos, 6,95 ao não nativos com pouco sotaque e 6,84 aos não nativos com muito sotaque.

Para verificar se estar ciente do motivo do experimento reduziria os efeitos de sotaque, os pesquisadores conduziram um segundo experimento em que eles revelaram aos participantes o objetivo do teste. O experimento foi realizado com os mesmos materiais do primeiro. Os resultados, porém, foram diferentes. Agora, os participantes julgaram as afirmações feitas por falantes não nativos com pouco sotaque como tão corretas quanto afirmações feitas por falantes nativos. Isso sugere que é possível controlar de forma consciente esse viés de desconfiança em relação ao sotaque. No entanto, ainda foi observada uma diferença nos julgamentos de credibilidade entre falantes nativos e não nativos com sotaque forte, que foram de novo considerados menos exatos. CONSEQUÊNCIAS É possível que o sotaque afete a credibilidade porque ele dificulta o entendimento de uma afirmação. Como o ouvinte não compreende direito, acaba ficando mais conservador em seu julgamento. Esse viés aumenta com a força do sotaque.

Embora já se soubesse que o sotaque é um dos fatores que influencia a percepção de estrangeiros em uma sociedade, seu papel na credibilidade do falante ainda não havia sido estabelecido. Essa ligeira redução na credibilidade de falantes não nativos pode afetá-los na busca de empregos, nos trabalhos em call centers, no papel de testemunhas em tribunais e até mesmo no jornalismo. O estudo foi publicado na revista”Journal of Experimental Social Psychology”.

Fonte: http://www1. folha.uol. com.br/ciencia/769937-sotaqueestrangeiro- torna-falante- menos-confiavel- para-ouvinte. shtml

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s